Curso Objetivo

Login ou senha incorretos
0800 77 00 189                

Conselho Universitário aprova tabela de vagas para o Vestibular de 2020


04/07/2019
Universidade de São Paulo

Outra deliberação importante foi a transformação do Instituto de Medicina Tropical em um centro especializado ligado à Faculdade de Medicina

 

O Conselho Universitário aprovou, em sessão realizada no dia 25 de junho, a tabela de vagas dos cursos de graduação da USP para o vestibular de 2020.

No próximo ano, serão oferecidas 11.147 vagas, das quais 8.317 destinadas para a Fuvest e 2.830 vagas para a seleção do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), voltado aos candidatos participantes do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).

De acordo com resolução nº 7.373, que estabelece as formas de ingresso na Universidade, para 2020, 45% das vagas de cada curso de graduação e turno estão reservadas para candidatos egressos de escolas públicas (EP).

Nesse porcentual incide reserva de vagas para candidatos PPI equivalente à proporção desses grupos no Estado de São Paulo, segundo o último censo da Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que é de 37,5%. Essa reserva considera, conjuntamente, os dois processos de seleção da Universidade: o vestibular da Fuvest e o Sisu.

Do total de 8.317 vagas oferecidas pela Fuvest este ano, 5.424 serão reservadas para candidatos na modalidade ampla concorrência; 1.857 vagas para candidatos EP; e 1.036 para EP/PPI.

Vagas Fuvest - Vestibular 2020
Ampla concorrência 5.424 vagas
Escola pública 1.857 vagas
Escola pública PPI 1.036 vagas
Total 8.317 vagas

Para seleção do Sisu, estão sendo destinadas 2.830 vagas: 667 serão para ampla concorrência; 1.196 para estudantes EP e 967 para estudantes EP/PPI.

Para o próximo vestibular também foi aprovada a extinção das 50 vagas do período diurno do curso de Bacharelado em Ciências Contábeis, oferecido pela Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA), e a transferência dessas vagas para o mesmo curso no período noturno, que passará a oferecer 150 vagas.

Vagas Sisu - Vestibular 2020
Ampla concorrência 667 vagas
Escola pública 1.196 vagas
Escola pública PPI 967 vagas
Total 2.830 vagas

 

Vagas USP 2020

FUVEST SISU
Unidade Curso Período  Vagas
Curso
AC  EP  PPI  Total  AC  EP  PPI  Total
EACH
Bacharelado em Sistemas de Informação
60 27 10 5 42 6 6 6 18

Bacharelado em Sistemas de Informação
120 54 21 9 84 12 12 12 36
Licenciatura em Ciências da Natureza 60 33 9 0 42 0 7 11 18
Educação Física e Saúde 60 23 12 7 42 10 4 4 18
Bacharelado em Biotecnologia 60 33 9 0 42 0 7 11 18
Curso de Graduação em Gerontologia 60 27 10 5 42 6 6 6 18
Curso de Graduação em Obstetrícia 60 27 9 6 42 6 7 5 18
Bach. em Têxtil e Moda 60 27 10 5 42 6 6 6 18
Bacharelado em Lazer e Turismo 60 24 16 2 42 9 0 9 18
Bacharelado em Lazer e Turismo 60 24 16 2 42 9 0 9 18
Bacharelado em Gestão Ambiental 60 33 7 2 42 0 9 9 18
Bacharelado em Gestão Ambiental 60 33 7 2 42 0 9 9 18
Curso de Gestão de Políticas Públicas 60 27 10 5 42 6 6 6 18
Curso de Gestão de Políticas Públicas 60 27 10 5 42 6 6 6 18
Marketing 60 15 16 11 42 18 0 0 18
Marketing 60 15 16 11 42 18 0 0 18

 

Clique aqui para ver as vagas por curso (PDF)

 

Medicina Tropical

Outra deliberação importante do Conselho Universitário foi a transformação do Instituto de Medicina Tropical (IMT), antes um instituto especializado da Universidade, em um centro especializado ligado à Faculdade de Medicina (FM). O IMT desenvolve pesquisa, ensino e atividades de extensão relacionadas às doenças tropicais e saúde global integrando as pesquisas básica, clínica e epidemiológica.

“As pesquisas desenvolvidas no novo centro vão ganhar muito mais agilidade e eficiência administrativa. Na interface e integração entre os departamentos estão grandes oportunidades para o avanço na ciência”, avaliou o diretor da FM, Tarcisio Eloy Pessoa de Barros Filho.

Também foram discutidos e aprovados aprimoramentos no texto dos Parâmetros de Sustentabilidade Econômico-Financeira da Universidade, documento que estabelece regras sobre limites com despesas totais com pessoal, que não devem ultrapassar o patamar de 85% das receitas correspondentes às liberações mensais de recursos do Governo do Estado.

Prevê, ainda, a elaboração de um planejamento plurianual e o planejamento de despesas que onerem exercícios orçamentários futuros e de investimentos que acarretem novas despesas de custeio, além da formação de uma reserva patrimonial de contingência.

Fonte: Jornal da USP